SERPROS RESPONDE MATÉRIA PUBLICADA NO JORNAL O GLOBO

25/11/2014
Com relação à matéria intitulada O Clube do Amém, publicada no último domingo, dia 23 de novembro, no jornal O Globo, o SERPROS refuta veementemente as insinuações de que se submete a realizar investimentos duvidosos com intuito de desviar recursos.

O SERPROS reitera o seu compromisso em zelar pelos interesses do participante e garantir uma política de investimentos responsável, pautada por análises técnicas de equipes capacitadas e reconhecida pelos órgãos de fiscalização. Prova disso é que as operações citadas como suspeitas na reportagem, como aplicações no Grupo Galileo, chegaram a ser analisadas pelo corpo técnico do SERPROS, mas foram rejeitadas por não se enquadrarem na política de investimentos do fundo.

Os investimentos no banco BVA foram avalizados por demonstrativos financeiros auditados pela KPMG e aprovados pelo Banco Central, e submetidos e analisados com rigor pelos técnicos do SERPROS. O crescente desempenho do banco foi considerado na tomada de decisão. O SERPROS já tomou todas as medidas cabíveis, inclusive por meio de ação judicial, para recuperar o valor aplicado no FIP Patriarca.

O sucesso da governança corporativa do SERPROS pode ser comprovado pelos sucessivos resultados positivos. Este ano, o Fundo vem batendo a meta atuarial e registrou, até outubro, uma rentabilidade acumulada de 10,66%, superior à mediana de rentabilidade dos demais fundos de pensão, que foi de 8,50%, conforme relatório da empresa Risk Office. Em 2013, mesmo diante de um cenário extremamente adverso, a rentabilidade foi superior à média de mercado. No ranking da Abrapp, divulgado trimestralmente e disponível no site da Associação, o SERPROS vem ascendendo, ocupando atualmente a 23ª colocação entre 267 fundos avaliados, corroborando seu desempenho positivo.

A escolha dos dirigentes do SERPROS sempre foi pautada pela competência dos profissionais envolvidos, obedecendo que a qualificação profissional é prioritária na escolha para formação da sua equipe técnica. Já para desempenhar a tarefa de conselheiro, o estatuto do SERPROS exige que o candidato tenha comprovada experiência em uma das seguintes áreas: financeira, administrativa, contábil, jurídica, de fiscalização, atuarial ou de auditoria. A composição dos conselhos é realizada de forma paritária: metade é eleita pela patrocinadora e metade pelos participantes.

Por fim, o SERPROS ratifica seu compromisso com a transparência da gestão.

Leia mais »

EXTRATO BPA DISPONÍVEL PARA SALDADOS DO PS-I

11/11/2014
Quem é participante do PS-I saldado pode visualizar em sua área restrita o valor do Benefício Proporcional Acumulado (BPA), atualizado de acordo com o Índice Nacional de Preços do Consumidor. O valor do BPA corresponde ao seu direito proporcional acumulado até o momento da aplicação do saldamento do PS-I.

Para acessar a área restrita, informe sua empresa, CPF, inscrição do PS-I e senha no campo localizado no site do SERPROS. Já no espaço reservado ao participante, selecione a opção “Benefícios” e, em seguida, clique em “Relatório de Atualização de BPA”.

Em caso de dúvidas, entre em contato com o SERPROS: 0800 721 10 10 e sap@serpros.com.br.

Leia mais »

DECLARAÇÃO DE VIDA E RESIDÊNCIA: ATENÇÃO AO PRAZO

11/11/2014
Nos próximos dias, o SERPROS encaminhará, via Correios, para todos os pensionistas e aposentados por invalidez a Declaração de Vida e Residência (DVR). Este documento é necessário para o cumprimento das condições exigidas para a continuidade do pagamento dos benefícios. O beneficiário ou assistido tem até o dia 14 de dezembro para devolver a documentação.

Como encaminhar:

Uma vez preenchido, datado e assinado, com reconhecimento de firma em Cartório, o documento poderá ser enviado via Correios. Se preferir, também é possível realizar a entrega no Serviço de Relacionamento com o Participante SERPROS, na Rua Fernandes Guimarães 35, Botafogo, Rio de Janeiro, ou enviar por meio dos Órgãos Locais de Gestão de Pessoas das regionais Serpro.

As informações para o preenchimento correto do formulário constarão na correspondência.

Em caso de dúvidas, entre em contato com o SERPROS: sap@serpros.com.br ou 0800 721 10 10.

Leia mais »

PLANEJE SUA APOSENTADORIA: REVEJA A CONTRIBUIÇÃO

11/11/2014
Planejar como será a vida quando você não puder mais depender da sua força de trabalho é a chave para um futuro tranquilo. É importante, no entanto, que os participantes revejam periodicamente sua contribuição e analisem se o que depositam para a previdência é condizente com a expectativa de vida que almejam.

Avaliar sua situação no plano de previdência é simples e rápido: basta entrar na sua área restrita e acompanhar qual a estimativa de benefício. Caso o valor esteja abaixo do planejado, é possível simular o benefício com contribuições maiores. Quem quiser também pode alterar o percentual da contribuição na própria área restrita, a qualquer momento.

Passado, presente e futuro
Renato Follador

Muitos vivem só no futuro. Na ansiedade de novos projetos, na esperança de alcançar objetivos.

E você amigo, vive no passado, no presente ou no futuro?

É, porque temos também aquelas pessoas que não conseguem esquecer as lembranças de um passado glorioso e outros que vivem intensamente a realidade do presente, como se não houvesse amanhã.

O poeta Fernando Pessoa disse: vivo no presente. O passado é a realidade de nada, pois já não o tenho, e o futuro é a possibilidade de tudo, mas ainda não o tenho.

Na verdade, a realização e a felicidade estão na sabedoria de equilibrar passado, presente e futuro nas nossas vidas.

Aqueles que vivem só no passado, porque foi um tempo melhor, condenam o porvir sem conhecê-lo. Já aqueles que vivem só nos sonhos e miragens do futuro, esquecem de viver o presente. E os que vivem só no presente, sem pensar no passado e no futuro, provavelmente não aprenderam muito com as lições da vida, nem terão um futuro melhor, já que ele nem está projetado em suas mentes.

Previdência é a arte do equilíbrio do tempo.

De pensar no futuro, em como estruturá-lo financeiramente melhor. Mas também de pensar no presente, na importância de ter renda e disciplina financeira para vivê-lo intensamente.

E de pensar no passado. De como faz falta hoje não termos separado um pouquinho ontem para garantir um amanhã melhor.

Leia mais »

>> CLIQUE AQUI E ACESSE AS NOTÍCIAS ANTERIORES