26/04/2018

O extrato do saldo de contas dos participantes do PS-II referente a março/2018 está disponível na área restrita. A variação da cota do PS-II CD no referido mês foi de 0,78%, gerando o acumulado de 3,40% no ano de 2018.

A variação positiva do plano PSII CD, de 0,78%, no mês de março/2018, pode ser explicada, principalmente, pela rentabilidade do segmento de renda variável e pelo desempenho positivo das NTN-Bs de curto prazo da carteira. O primeiro, apresentou rendimento de 0,89% no mês, superando tanto a rentabilidade do índice Ibovespa, de 0,01%, como a meta atuarial do plano para o mês, de 0,63%. Ao mesmo tempo, as NTN-Bs de curto prazo (até 5 anos), tiveram bom desempenho acompanhando o índice IMA-B 5. O índice rentabilizou 1,62% em março/2018, em função do realinhamento das expectativas de inflação e taxa de juros para o curto prazo. O mercado passou a projetar um corte maior na taxa de juros básica da economia, SELIC, e um período maior de manutenção da mesma em níveis próximos ao atual, em função da estabilidade inflacionária e do ainda fraco crescimento econômico da economia brasileira, o que causou um fechamento das taxas das NTN-Bs mais curtas e um consequente impacto positivo nos seus preços.

Os gráficos abaixo representam os resultados:

grafico cota 1G2
Atualizada em 21/05/2018

Atualização do extrato do saldo de contas do PS-II