14/11/2017

Em novembro, diversas instituições do mundo promovem campanhas com o tema Novembro Azul para reforçar as orientações sobre a prevenção de câncer de próstata – o segundo tipo de câncer mais incidente em homens de todas as regiões do Brasil, com 28,6% dos casos, mas com 90% de chance de cura se diagnosticado precocemente.

Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontam 61.200 novos casos da doença entre 2016 e 2017 no Brasil, sendo a quarta causa de morte por câncer e correspondendo a 6% do total de óbitos por este grupo. Cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem em homens com mais de 65 anos.

Como prevenir

De acordo com o Inca, dois exames iniciais têm grande importância para o diagnóstico da doença: o exame de sangue, por meio do Antígeno Prostático Específico (PSA), e o exame de toque.

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que homens a partir de 50 anos devem procurar um profissional médico especializado para avaliação individualizada.

Para saber mais sobre os aspectos gerais da doença, consulte a cartilha “Câncer de próstata: vamos falar sobre isso?” , lançada pelo Inca com informações sobre fatores de risco, diagnóstico e tratamento.

Novembro azul: combate ao câncer de próstata